Seja bem vindo
Belém,27/01/2023

  • A +
  • A -
Publicidade

Fluência no idioma inglês aumenta empregabilidade

A importância da fluência no idioma inglês para a empregabilidade, principalmente, para quem está em processos seletivos de novas oportunidades no mercado de trabalho.

Fluência no idioma inglês aumenta empregabilidade

Com o mundo 100% globalizado e um mercado de trabalho bastante competitivo, com um cenário de novidades que se descortina o tempo todo com as novas tecnologias, o universo do metaverso e os desafios impostos pela pandemia do funcionamento híbrido, os profissionais precisam cada vez mais estar atualizados, se mostrar diferenciados e antenados às melhores práticas. Por isso, é importante se capacitar constantemente para se destacar em meio à multidão que está em busca de um lugar ao sol.

E, por incrível que pareça, mais do que títulos como pós-graduação, MBA e certificações de todo o tipo (sim, eles são relevantes e têm peso no mercado), o segundo idioma, especialmente o inglês, ainda é bastante desejado pelas organizações, independentemente do nível hierárquico ocupado. E acredite: apenas 3% dos brasileiros têm fluência na língua, segundo o British Council, o que gera um descompasso entre expectativa e realidade, pois, grande parte das empresas busca profissionais com nível avançado ou fluente em inglês.

Como headhunter, o famoso caçador de talentos, digo que ter fluência no inglês ainda é um grande diferencial em qualquer processo seletivo. Por isso, sempre oriento executivos e clientes a responderem a verdade quando num processo de contratação são questionados sobre sua fluência. A expectativa é de que, no mínimo, o candidato tenha pleno domínio e comando para a condução de uma reunião, sem erros gramaticais ou de concordância.

No mercado de trabalho, o tal do “eu me viro” não existe quando o assunto é realizar tarefas em que o idioma é exigido; não é verdade? Agora, lembre-se de nunca mentir sobre essa habilidade em seu currículo, pois você poderá ser testado. Ficará muito feio quando o avaliador detectar que você não domina o idioma e – pior – o fez perder tempo te entrevistando.

No caso de uma entrevista para uma oportunidade profissional que exija o idioma, esteja preparado para uma conversa em inglês. Se você domina a língua, não será problema, mas recomendo uma atualização e alguma prática antes da entrevista, a fim de aquecer os principais termos necessários para explicar, em detalhes, sua trajetória profissional, por exemplo.

Se você ainda não tem desenvoltura no idioma, sugiro criar ações  para sanar isso. Além de cursos formais em escolas renomadas, é possível encontrar, pela internet, diversas formas de ensino, inclusive gratuitas. Acompanhar seriados em inglês (sem legenda, claro) também pode acelerar o seu aprendizado, principalmente para aprender sobre expressões idiomáticas e formas mais corriqueiras de se falar o idioma. Saiba que ninguém além de você é o responsável por sua carreira. Então, é importante que você se planeje para promover as melhorias contínuas na sua formação e na sua fluência em outros idiomas, caso queira, cada vez mais, conquistar destaque profissional.

_____________________________________________________________________________________


* David Braga é CEO, board advisor e headhunter da Prime Talent Executive Search, empresa de contratação de executivos, presente em 30 países via Agilium Group. Ele é também Conselheiro de Administração e professor convidado pela Fundação Dom Cabral (FDC) e autor do livro “Contratado ou Demitido – só depende de você”. Atua, ainda, como conselheiro da ONG ChildFund, da ACMinas e da ABRH-MG. Instagram: @davidbraga | @prime.talent.





COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login