Comedouro e bebedouro sob medida evitam problemas de coluna e digestivos em cães, com preço abaixo do mercado

O empreendedor e marceneiro, de Curitiba, no Paraná, Willian Carlos Bortolaci, 33 anos, desperta a atenção das pessoas que amam cães e gatos, produzindo comedouros e camas projetados exclusivamente para proporcionar saúde, bem-estar e conforto aos pets.

Por Portal City News - Sérgio Araújo 21/07/2021 - 13:21 hs
Foto: Divulgação
Comedouro e bebedouro sob medida evitam problemas de coluna e digestivos em cães, com preço abaixo do mercado
Willian e Frederico

Em seis anos de atuação no segmento de produtos criativos para os animais de estimação, ele conta que tudo teve início quando recebeu a primeira encomenda de um comedouro feita pela veterinária de Porto Alegre, Rio Grande Sul, Viviane Dubal, para o cão Odie, da raça bulldog francês, que nasceu somente com três pernas.


"A veterinária Viviane pediu para que eu fizesse um comedouro elevado para o Odie, que tinha alguns problemas de coluna. Diante da solicitação, pensei e projetei o comedouro mais alto para facilitar o momento dele comer e beber. Felizmente, a doutora gostou do meu trabalho, porque facilitou o cuidado que ela sempre teve com o cãozinho. O produto foi muito bem aceito pelos veterinários, o que ocasionou mais pedidos, pois eles foram indicando meu trabalho para seus pacientes", recorda, emocionado, Willian Bortolaci.



Viviane Dubal conta que o trabalho do empreendedor Willian Bortolaci é primoroso e personalizado com o nome do cãozinho. Ela destaca os benefícios para os cães. "O comedouro ajudou muito a preservar a coluna dele, porque bulldogs franceses têm tendência a esse tipo de problema. E ajudou também a reduzir os episódios de engasgos durante a alimentação e durante a ingestão de água", complementa a veterinária. Ela não hesita em recomendar o produto produzido por Bortolaci. "Indico a todos e muitos, aqui do sul, já compraram com ele. Nós temos sete cães de várias raças e todos tem os comedouros elevados", afirma. 

Na esteira da criatividade, o empreendedor Bortolaci começou a diversificar a linha de produção até que chegou a vez de lançar a cama feita para cães. Produzida por encomenda em madeira envernizada, colchão de qualidade e porções de afeto e amor, a novidade logo caiu no gosto dos donos dos pets. Em seis anos de atuação, foram comercializadas aproximadamente 2 mil peças entre comedouros e camas. Perguntado o que o leva a trabalhar pensando nos animais de estimação, o empreendedor disse que o objetivo é facilitar a vida deles e proporcionar mais conforto. "São como anjos de Deus emprestados para nós. Eles só querem trazer alegria para nosso lar e felicidade, então, por que não fazer o melhor para estes amigos de verdade?", questiona.



Contrariando o ditado popular que diz "casa de ferreiro, espeto é de pau", o empreendedor marceneiro preparou comedouro, bebedouro e cama para os seus dois cães Frederico - bulldog inglês -, Ramon - bulldog campeiro - e o gato persa - Janis -. "É um prazer enorme fabricar algo que possa trazer mais conforto para a vida deles e também para facilitar a nossa vida como tutores, colocando à disposição equipamentos mais práticos e fáceis de limpar", explica  Bortolaci.

Quem concorda com o empreendedor é a advogada do Rio de Janeiro, Elisângela Abrahão. Apaixonada pelo Beagle Sheik, de dois anos, a carioca é cliente da @caominha_pet. Segundo ela, o comedouro e o bebedouro proporcionam mais bem-estar ao momento da refeição do Sheik. "Queremos sempre o melhor para o nosso companheiro levado, mas muito amado por toda a nossa família. Acreditamos que podemos evitar problemas de coluna mais à frente com os produtos elaborados pelo Willian Bortolaci. O Sheik gosta muito também da cama. Ele aprovou o mimo", garante Elisângela, com um largo sorriso nos lábios.



A satisfação da carioca também é a de muitos clientes. Entre eles está o consultor de comunicação Mauro Barreto, de Curitiba, no Paraná. Tutor da fêmea bulldog campeiro Shina, ele encomendou o comedouro considerando a preocupação com a altura adequada para a alimentação, na altura do pescoço da Shina. "É um produto customizado, muito bem acabado e com custo bem abaixo do praticado por produtos semelhantes à venda em pet shops", avalia. Mauro Barreto comenta ainda que comprou uma escada para a Shina subir e descer do sofá. "Com a escada, ela evita pular, o que faz mal para a coluna e joelhos no longo prazo, causando lesões", justifica.



De acordo com  Bortolaci , os elogios são constantes. "Todos falam muito obrigado. Eles afirmam  que o comedouro e o bebedouro facilitaram muito a vida do pet para se alimentar e beber mais água. Quanto à cama, muitos ficam até com preguiça de levantar. Percebo também que a grande maioria dos cães fica com ciúmes do comedouro e da cama. Inclusive,  houve um caso em que um bulldog inglês não deixava a empregada mexer no comedouro para limpar", destaca o empreendedor.

Para conhecer mais sobre o trabalho do empreendedor, que faz entrega em todo o Brasil de comedouros e bebedouros, os interessados podem acessar
o instagram: @cãominha_pet ou chamá-lo pelo WhasApp: 41-9118-4330. O preço dos produtos, feitos sob medida para cada cão, varia de acordo com o porte do pet e do estado em que mora. Um cão de porte médio para a cidade de São Paulo, por exemplo, o comedouro sai a R$150 incluindo o frete. Já a cama considerando o mesmo porte e estado, sai por R$400 com a entrega.