Seja bem vindo
Belém,02/12/2022

  • A +
  • A -
Publicidade

Seminário em Manaus discute impactos da tecnologia 5G

Presidente Jair Bolsonaro participou do evento


Seminário em Manaus discute impactos da tecnologia 5G


Um seminário realizado hoje (22) em Manaus discutiu os impactos da tecnologia 5G em vários setores, como educação, indústria e meio ambiente. O presidente Jair Bolsonaro e vários ministros participaram do evento.

"[O Brasil] é o primeiro país da América Latina com 5G e é uma coisa fantástica. Há três meses estive no Piauí e fui conhecer a primeira fazenda 5G no Piauí . A produtividade aumenta em quase 20% com essa tecnologia", disse o presidente.

O ministro da Educação, Victor Godoy, participou do evento e exaltou a chegada do 5G como um marco. Segundo Godoy, a tecnologia permitirá a ampliação da conectividade para os estudantes brasileiros, até mesmo nas localidades mais distantes do país. A expectativa do ministério é de que até o final de 2023 todas as escolas públicas do país tenham acesso à internet de qualidade.

Também presente ao evento, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, afirmou que a integração, a ser promovida pelo 5G, poderá levar também à proteção ambiental. “O mais importante para a proteção ambiental, especialmente para o bioma amazônico, é integração”, disse ele, referindo-se a investimentos em infraestrutura e também em tecnologias.

“Por exemplo, eu posso trabalhar no meio da floresta com uma tecnologia de última geração, que me traz a capacidade de desenvolver uma atividade que pode estar ligada à própria tecnologia ou agricultura. Você tem várias atividades”, acrescentou.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse que o governo está mudando o país e “nos tornado um hub tecnológico”.

Durante o encontro, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, afirmou que a implantação do 5G vai suprir o vazio da chegada de tecnologia nas regiões mais remotas.

Segundo Azevedo, o 5G levará integração e informação a essas regiões, além de possibilitar que todos os setores atuem de forma conjunta. “Vamos ter que aprender a lidar com as questões que impedem a chegada da conectividade e formação tecnológica. Temos que estar prontos para atender as peculiaridades de cada região também”.

A internet 5G foi implantada, no Brasil, em 5 de julho e a primeira cidade a receber foi Brasília. Agora, a tecnologia já está funcionando em 22 capitais e a previsão é de que esteja liberada em todas as capitais do país até o fim de outubro.

Edição: Fábio Massalli




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login